Caros alunos e alunas,

deixo-vos aqui um artigo sobre o tema da “procura de emprego”.

banner f1

De há uma década para cá os negócios e o mercado de emprego mudaram bastante, também graças ao aparecimento das redes sociais que hoje conhecemos como o Facebook ou o Twitter.

Se olharmos para trás e virmos tudo aquilo que mudou vemos que hoje não há nenhuma empresa que não queira estar presente nas redes sociais, e apercebemo-nos da importância destas no contexto de vida atual. As redes sociais não estão apenas atrás de um monitor de computador, elas vão connosco para todo o lado através do nosso telemóvel ou tablet.

Hoje quem utiliza as redes sociais pode muito bem passar os dias da semana sem ver televisão, as notícias correm a toda a velocidade pelo nosso feed de notícias sem que tenhamos que nos deslocar para outro local, e as empresas de televisão sofrem bastante com isso ao nível de receitas e audiências.

Este novo mundo perspetiva um futuro ainda mais social e ainda mais extraordinário do que aquele que vivemos agora, e é natural que muita coisa continue a mudar. Se hoje podemos receber anúncios de emprego na nossa conta social, em breve podemos quem sabe ser entrevistados através de uma qualquer rede mesmo que estejamos fora de casa. As potencialidades são imensas e nada será como antes.

O que é o negócio social e porque ele é tão eficiente? Hoje qualquer empresa quer estar presente nas redes sociais, é lá que está a maior fatia dos seus clientes e é lá que podem receber as críticas, elogios, analisar comportamentos, comunicar, partilhar e encontrar novas oportunidades de negócio. Apesar de muitas empresas estarem presentes nas redes sociais, muitas delas estão mais do que isso, têm mecanismos interligados com as suas ferramentas de gestão ou websites conseguindo tirar ainda mais partido delas. Por outro lado o custo de aquisição de publicidade na Internet e nomeadamente nas redes sociais é muito mais vantajoso e eficaz que qualquer outro meio como a televisão ou os jornais.

O que é que mudou com a pesquisa de emprego social? Tudo ou quase tudo. Hoje podemos receber anúncios de várias fontes quase em tempo real, candidatarmo-nos rapidamente e com um perfil pré-estabelecido, preencher formulários que à partida parecem insignificantes mas que permitem às empresas recrutar os candidatos com mais precisão, facilidade de contacto, manter o anonimato e confidencialidade se for o caso de estar empregado, marketing pessoal muito mais escalável, etc.

Mas muito mais estará para vir, a era digital está ainda no seu começo e durante os próximos anos irão surgir cada vez mais alternativas e sugestões para melhorar ainda mais a ligação das empresas com os candidatos e destes com as vagas disponíveis.

Dentro de 10 anos provavelmente este artigo não fará sentido uma vez que as redes sociais estarão ainda mais enraizadas nas nossas vidas tal como a Internet no seu todo está hoje.

Boa continuação do estudo!

Ana Rita

Fonte: http://blog.ofertas-emprego.com/2013/12/04/como-as-redes-sociais-mudaram-os-negocios-e-a-procura-de-emprego/?goback=%2Egde_1971938_member_5813943228684083204#%21