Carros sem condutor; uma realidade cada vez mais próxima nos Estados Unidos da América

Segundo o Diário de Notícias, os Estados Unidos estão cada vez mais próximos de generalizar a comercialização e circulação de veículos de condução automática, ou seja, sem a intervenção do condutor; sob o argumento de que esta alteração poderá salvar todos os anos milhares de vidas, segundo Barack Obama, o Presidente dos Estados Unidos.

Veja a notícia integral abaixo

Os Estados Unidos revelaram na segunda-feira o enquadramento regulatório para a tecnologia que permite a circulação de carros sem condutor, dias depois de a Uber ter apresentado os seus primeiros táxis auto-conduzidos.

O secretário para os Transportes norte-americano, Anthony Foxx, informou que o Governo federal tenciona fixar os padrões de segurança para os carros do futuro, em que não há qualquer humano envolvido na condução.

Anunciando um avaliação de 15 pontos do sistema de carros sem condutor, Foxx sublinhou que o Governo quer trabalhar com fabricantes e gigantes tecnológicos como a Uber e a Alphabet (Google).

O projeto foi apoiado pelo Presidente Barack Obama, que escreveu um artigo sobre o assunto no The Pittsburgh Post-Gazette.

“Neste momento, demasiadas pessoas morrem nas nossas estradas – 35 200 só no ano passado – com 94% desses [acidentes] a resultar de erro humano ou escolha”, escreveu o chefe de Estado.

“Os veículos automáticos têm o potencial de salvar dezenas de milhares de vidas todos os anos. E neste momento, para muitos cidadãos idosos e norte-americanos com deficiências, conduzir não é uma opção. Os veículos automáticos podem mudar as suas vidas”, sublinhou.

Fonte: Diário de notícias