28531-chocolate-cake

Caro alunos e alunas,

Este mês proponho um tema diferente!

Creio que vão gostar …

É sobre algo que nos faz bem, que se usa nas celebrações e festas, ou nos momentos mais desoladores e frios. Dizem que combate a tristeza, dá ânimo e transforma qualquer momento do dia-a-dia, num momento único, especial e caloroso.

“Nove em cada dez” gostam e 6 em cada dez são admiradores compulsivos. De todas as idades, culturas e credos existe quem o trate com carinho, e o transforme em sofisticadas obras de arte e de prazer para os sentidos.

Uns dizem que faz bem, outros, que engorda, para outros é um vício.

A sua história remonta a séculos atrás ( 1500 a.c.) e usado por nativos, e a cada estudo científico que saí, se comprovam as suas virtudes.

Em sua honra, fazem-se festivais, feiras, esculturas, doçarias irresistíveis e milhares de livros; desenvolvem-se novos negócios e novos produtos todos os dias, e festa não é festa, se ele não aparecer, numa das suas diferentes formas.

O seu simbolismo passou a ter significado, e oferecê-lo é como que uma representação de sentimentos, de amizade, de agradecimento, de respeito, de condolência ou de amor.

É um produto natural muito especial pelas suas características únicas e pelos seus benefícios para quem o usa ou consome.

Existe de vários tipos e é visto por muitos como uma forma saudável para o equilíbrio do corpo e emocional, e como uma fonte reconfortante de prazer!

Todos já o consumimos, nas diferentes idades da nossa vida e pelos diversos motivos.

Vai ser um Fórum doce…

Dê a sua opinião sobre este fruto dos Deuses!

Proponho que comentem o tema e apresentem a vossa perspetiva sobre: a Importância deste produto para a saúde, os seus benefícios e origem, quando o consumimos? Porquê e porque será que se fala tanto dele?

De como entra ele na nossa vida, no nosso dia-a-dia?

“Investigadores da Universidade de Granada (Espanha) conseguiram demonstrar cientificamente que comer chocolate, afinal, não engorda e que um alto consumo está associado a níveis mais baixos de gordura total (a de todo o corpo) e abdominal.

E esses níveis mais baixos de gordura, atesta o estudo hoje conhecido, não depende de praticar ou não atividade física ou da dieta que siga, entre outros fatores.

A Universidade de Granada explica hoje, em comunicado, que o estudo, realizado por investigadores da Faculdade de Medicina e da de Ciências do Desporto, foi publicado esta semana na revista “Nutrition”.

Para as suas conclusões os cientistas analisaram se um maior consumo de chocolate está associado a um maior ou menor índice de massa corporal, bem como outros indicadores de gordura corporal total e central.

O estudo foi conduzido entre adolescentes que participam no programa ‘Helena’, um projeto financiado pela União Europeia sobre os hábitos alimentários e o estilo de vida dos jovens de nove países europeus, entre eles Espanha.

Os resultados do trabalho, no qual participaram 1.458 adolescentes dentre 12 e 17 anos, mostraram que um maior consumo de chocolate se associou com níveis mais baixos de gordura total e central.

Estes resultados não dependem do sexo, da idade, da maturidade sexual, da ingestão energética total, da ingestão de gorduras saturadas, fruta e verdura, do consumo de chá ou café, e nem seque da atividade física dos participantes.

Segundo a autora principal do artigo, Magdalena Bacia García, ainda que o chocolate seja considerado um alimento com um alto conteúdo energético (ao ser rico em açúcares e gorduras saturadas), “recentes estudos realizados em adultos sugerem que o seu consumo se associa com um menor risco de transtornos cardiometabólicos”.

De facto, o chocolate é um alimento rico em flavonoides (especialmente catequinas), que proporcionam múltiplas propriedades saudáveis, explica.

Em concreto, é um bom antioxidante, antitrombótico e anti-inflamatório, tem efeitos anti-hipertensivos e pode ajudar a prevenir a cardiopatia isquémica, segundo os investigadores.

Recentemente, outro estudo transversal desenvolvido em adultos por cientistas da Universidade de Califórnia observou que uma maior frequência no consumo de chocolate também se associa com um menor índice de massa corporal.

Ademais, estes resultados confirmaram-se num estudo longitudinal em mulheres que seguiram uma dieta rica em catequinas.” Lusa, texto publicado por Paula Mourato

chocolatebgfff

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, relacionados com os temas propostos nas Unidades, no âmbito da formação.

Participe e desenvolva, no seu ponto de vista, o tema exposto a debate. Se desejar, apresente exemplos representativos do que pretende ilustrar. Pode ainda comentar as participações dos colegas.

O post de cada formando não deve exceder a pág. A4 e deve ser submetido até ao final da semana. A sua participação conta 20% para a avaliação da Unidade.

Para participar basta clicar em Deixar Comentário, não esquecendo de indicar o seu NOME e CURSO para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Não se esqueçam que também poderão contribuir enviando um tema/texto por email para ser publicado e comentado pelos colegas.

Desejo-vos um ano de 2017 cheio de sonhos e concretizações pessoais e profissionais!