Vírus do papiloma humano – HPV

O que é?

O vírus do papiloma humano (HPV) é responsável por um elevado número de infeções que, na maioria, das vezes não apresentam sintomas e são de regressão espontânea. Esta é uma das infeções de transmissão sexual mais comuns a nível mundial.

O vírus do papiloma humano engloba mais de 200 vírus relacionados. Os tipos de HPV transmitidos sexualmente enquadram-se em duas categorias:

HPV de baixo risco: não causam cancro, mas podem causar verrugas nos órgãos genitais e ânus (os tipos 6 e 11 do HPV são os mais frequentes)
HPV de alto risco: podem causar cancro (cerca de 12 tipos de HPV de alto risco foram identificados, de entre os quais, os tipos 16 e 18 do HPV)

Como se diagnostica a infeção por HPV?
A realização regular do teste de Papanicolau ajuda a identificar alterações precoces das células do colo, permitindo o seu tratamento e vigilância. Este teste citológico de rotina é uma ferramenta de rastreio importante, pois não há forma de saber previamente em que pessoa o vírus vai persistir e evoluir para cancro.

 

Se estas alterações não forem identificadas precocemente, existe a possibilidade de evoluírem para lesões mais graves e, eventualmente, para cancro.

 

O teste do HPV-DNA, que possibilita a caracterização genética do vírus, está disponível em Portugal, mas não faz parte de um rastreio regular. Este teste mais específico pode estar recomendado em situações de alterações do colo, detectadas pelo teste de rastreio.

Quais são os sintomas?

O HPV provoca frequentemente uma infeção silenciosa em que muitos dos infetados não têm sintomas nem sinais óbvios. Por vezes as verrugas estão presentes, mas não são visíveis por se encontrarem numa parte interna do corpo ou por serem muito pequenas.

Como se transmite?

As infeções genitais por HPV são, geralmente, transmitidas por via sexual, através do contacto com a pele ou a mucosa. Menos frequentemente, o vírus é transmitido durante o parto.

A infeção por HPV é mais frequente nos mais jovens e nos primeiros anos após início da atividade sexual, sendo a infeção de transmissão sexual mais frequente nestas idades.

Na população sexualmente ativa, 50 a 80% dos indivíduos adquirem infeção por HPV nalguma altura da sua vida, apesar de, na grande maioria dos caos, não haver evolução para doença sintomática.

Como posso prevenir?

A prevenção do HPV faz-se através de várias medidas:

utilização do preservativo
fazer a vacina do HPV, consoante recomendação médica
falar com o parceiro(a) sobre as infeções de transmissão sexual e a sua prevenção
realização regular por parte da mulher de um exame ginecológico e de a uma colpocitologia (teste papanicolaou) e/ou teste de HPV-DNA, se recomendado e disponível, mesmo que tenha feito a vacina

Qual é o tratamento?

Existe tratamento para as lesões (verrugas) provocadas pela infeção por HPV, de acordo com a orientação médica. Pode variar entre eletrocoagulação, laser, crioterapia ou excisão cirúrgica.

Existe vacinação?

Sim. A vacina contra infeções por HPV faz parte do Programa Nacional de Vacinação (PNV). Está recomendada para administração aos 10 anos de idade, aplicável para raparigas, num esquema de duas doses (0, 6 meses) e a partir de Outubro de 2020, também para os rapazes.

Que tipos de cancro são causados pela infeção por HPV?

A infeção por HPV pode originar vários tipos cancros como:

cancro do colo do útero
cancro vaginal
cancro anal
cancro da vulva
cancro orofaríngeo
cancro peniano

 

Participe e desenvolva, no seu ponto de vista, o tema exposto a debate. Identifique os principais riscos do HPV e como é possível viver/conviver com a doença em que medida poderá afectar a vida sexual do casal / parceira(o) (s) . Se desejar, apresente exemplos representativos do que pretende ilustrar. Pode ainda comentar as participações dos colegas.

O post de cada formando deve ser submetido até ao final da semana. A sua participação conta 20% para a avaliação da Unidade.

Para participar neste Fórum CEAC basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e curso para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum! E não se esqueçam, caso queiram ver algum tema em debate e/ou gostassem de escrever um artigo para ser publicado, podem enviar por email e será publicado no mês seguinte!