Escândalo das emissões poluentes: Há mais 4 marcas envolvidas

O escândalo das emissões da Volkswagen é um assunto de escala mundial! Depois das primeiras descobertas que vieram a público nos finais de Setembro e que envolviam apenas a Volkswagen, descobriu-se que, afinal, o problema era bem mais grave a afectava muitas outras marcas como é o caso Skoda, Seat eAudi.

Segundo a Emission Analytics, além das marcas referidas, há agora mais quatro que passam também a estar envolvidas no super escândalo das emissões poluentes.
http://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2015/10/4396.jpg
Mitsubishi, Mercedes, Mazda e Honda são as marcas que, segundo o canal The Guardian, estão também envolvidas neste escândalo. Segundo os relatórios, alguns modelos destas marcas emitem mais NoX(óxidos nitrosos) que o previsto nos testes de certificação.
Para se ter uma ideia mais concreta, alguns modelos Honda emitem até 6x mais NOx do que o previsto e há alguns modelos 4×4 que a emissão do poluente pode chegar a 20x mais do que o previsto por lei.
http://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2015/10/EscandaloVWdiesel115.jpg
Relativamente a estas quatro marcas não há qualquer indicação que tenham recorrido a “software fraudulento”, tal com aconteceu com a Volkswagen e outras marcas do grupo, mas os testes realizados indicam que não cumprem as normativas europeias definidas relativamente a emissões de gases poluentes.
A par das marcas referidas, há já também informações que a Nissan, Renault, Citroën, Hyundai, Fiat, Jeep e Volvo possam também vir a ser acusadas de incumprimento no que se refere à legislação vigente sobre emissões de gases poluentes.

Este mês gostaríamos de conhecer a sua opinião sobre a mais recente e talvez uma das maiores fraudes de sempre na indústria automóvel. Ficou surpreendido? Acha possível um fraude desta dimensão ser apenas conhecida pelos responsáveis pelo software e direcção da empresa VW?

Finalmente, em que medida enquanto profissional (actual ou futuro) é que acha que a relação dos clientes com a indústria automóvel ficou lesada? Que medidas poderão inverter esta situação?