A Peugeot vai anunciar, na próxima quinta-feira, um novo modelo de motor híbrido movido a ar comprimido, que gasta apenas 2,9 litros de gasolina aos 100 quilómetros. O objetivo da marca francesa é chegar ao limite de 2 litros aos 100 quilómetros até 2020.

O construtor de automóveis francês PSA Peugeot Citroën vai revelar na quinta-feira um novo motor híbrido a gasolina que guarda energia usando ar comprimido, permitindo consumos de 2,9 litros aos 100 quilómetros, noticiam as agências internacionais.

O motor, que aumenta a sua eficiência energética, permite que 80% da condução em cidade seja feita através de ar comprimido, oferecendo gastos de combustível de 2,9 litros aos 100 quilómetros e emite apenas 69 gramas de dióxido de carbono por quilómetro.

“Esta tecnologia pioneira representa um passo em frente para a indústria ao atingir um gasto de 2 litros por 100 quilómetros em 2020”, afirmou o presidente executivo da PSA, Philippe Varin, em conferência de imprensa.

A Peugeot Citroën anunciou também que esta nova tecnologia, chamada Hybrid Air Technology, pode ser utilizada em carros de tamanho médio sem qualquer perda de espaço.

Os carros híbridos convencionais usam baterias elétricas para armazenar energia, enquanto o sistema de ar comprimido “permite a recuperação de energia através da travagem e da desaceleração”, afirmou o responsável pelo projeto Hybrid Air, Karim Mokaddem.

O projeto, financiado parcialmente pelo Estado francês, inclui também as empresas de componentes automóveis alemães e francesas, nomeadamente a Bosch e Faurecia, sociedade controlada pela Peugeot.

Fonte: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=3011029&page=-1