Blog Gestão e Práticas Empresariais

//Blog Gestão e Práticas Empresariais

O Blog Gestão e Práticas Empresariais é um espaço de aprendizagem colaborativa com discussão de temas relevantes para promoção da reflexão e partilha de conhecimento, opiniões e experiência. Clique abaixo para aceder ao último tema.

CEAC Fórum Novembro – Salário: Retribuição Justa? – Clique aqui para aceder

CEAC Fórum Salário: Retribuição Justa??

recursos-humanosCEAC Fórum: Este mês deixo para vossa reflexão um tema que tem particular interesse para todos nós, como cidadãos que contribuem para o desenvolvimento de um país e, obviamente, para as empresas, para as quais trabalhamos, seja de forma direta ou indireta.

Falo-vos da remuneração do trabalho, ou seja, do salário.

Gostaria que refletissem e partilhassem com todos nós, as vossas opiniões sobre o tema:

 Salário mínimo: deve ser geral ou associado aos respetivos setores de atividade?

Porque é que o nosso salário mínimo é dos mais baixos da Europa?

– Salário máximo: deveria existir?

Faz sentido que apresentadores de televisão ganhem 30, 40, 50 ou 60.000€ por mês?

Faz sentido que um/uma modelo ganhe 40, 50, 80 ou 100.000€ por mês?

E um jogador de futebol?

E um ministro?

Como deveria funcionar tudo isto?

E as empresas, que se queixam continuamente de que não podem aumentar os salários? Mas depois gastam milhões em publicidade, por exemplo?

Nos nossos dias, com a informação veiculada pelos diversos órgãos de comunicação social e pelas redes sociais, como podem eles formatar a opinião pública sobre estas questões? E devem fazê-lo?

Participe no Fórum CEAC enviando o seu comentário, opinião pessoal ou pesquisa. Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIOnão esquecendo de indicar o seu nome e n.º de utilizador para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

INFORMAÇÃO CEAC: Cotação: 20% da média da Unidade em estudo.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum CEAC!

CEAC Fórum Outubro – IRC: Imposto justo para as empresas? – Clique aqui para aceder

CEAC Fórum: IRC: Imposto justo para as empresas?

ceac

ceac

CEAC Fórum: Este mês deixo para vossa reflexão um tema que tem particular interesse para as empresas em geral e, para as PME’s, em particular.
Falo-vos do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas, vulgarmente conhecido como IRC.
Este imposto, contrariamente ao análogo, para as pessoas singulares (IRS), é do tipo proporcional, ou seja, a taxa a aplicar não varia em função do rendimento (lucro) obtido pelas empresas.
Sendo assim, as taxas em vigor, neste momento, são de 21% (geral) e de 17% (para PME’s, embora sujeita a algumas condições, para poderem beneficiar desta redução).
Muito se tem falado, e questionado o Governo, para que as taxas sejam reduzidas, por forma a que as empresas se tornem mais competitivas; no outro lado, estão os defensores da manutenção ou até do aumento dessas taxas, para que o Orçamento de Estado possa ter margem para reduzir os impostos aos particulares.
Como em quase tudo na vida, ambos têm as suas razões: se o imposto (IRC) diminuir, as empresas tornam-se mais competitivas, com os resultados mais ou menos evidentes para a economia do país mas, o Estado terá de ir buscar o dinheiro a outro lado, e provavelmente, acaba por onerar os cidadãos; se não diminuir, as empresas queixam-se de dificuldades, o que as leva a não poder remunerar de forma mais favorável os seus trabalhadores.
Afinal, qual será a melhor opção?
Gostaria de saber a vossa opinião acerca deste assunto, com maior ênfase em:
– Diminuir o IRC, no geral?
– Diminuir o IRC, apenas para as empresas com lucros mais reduzidos?
– Tornar o IRC do tipo progressivo, como o IRS (com a criação de escalões de rendimento, em que as taxas aumentam, consoante se suba de escalão?
– Manter o esquema atual, devendo o Governo investir mais na redução do IRS?

Participe no Fórum CEAC enviando o seu comentário, opinião pessoal ou pesquisa. Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIOnão esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

INFORMAÇÃO CEAC: Cotação: 20% da média da Unidade em estudo.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum CEAC!

CEAC Fórum Contabilidade Setembro – Arquivo – Inferno ou Paraíso? – Clique aqui para aceder

Fórum CEAC Contabilidade Setembro: Arquivo, Inferno ou Paraíso

Caros(as) alunos(as),

Este mês deixo para os vossos comentários um tema que me parece interessante e que, se calhar, nunca pensaram muito sobre ele.

Efetivamente, o arquivo é uma área problemática para a maioria das empresas, não só pelo espaço ocupado, mas também pela necessidade de ser bem realizado, para que possa cumprir os seus objetivos e ser eficaz.

Arquivar obedece a determinadas regras e condições, de forma a que todos o façam de forma uniforme, para que qualquer pessoa encontre, com facilidade, o documento que pretende.

Normalmente, arquivar é considerado um trabalho “menor” e “chato”, mas poderá não ser assim! Quando estamos a arquivar também podemos estar a aprender, caso nos preocupemos com os assuntos que temos em mãos.

De qualquer forma, o arquivo é sempre uma preocupação para as empresas.

De há uns anos a esta parte, começaram a surgir empresas especialistas nesta área; neste caso, as empresas suas clientes, entregam os seus arquivos e é ela que os organiza, cataloga e guarda.

Claro que têm de ter serviços eficientes, nomeadamente através da digitalização, para que os clientes possam, rapidamente, aceder aos documentos que pretendem. Também a entrega em papel tem de ser em tempo útil, normalmente em 24 horas ou menos.

Neste caso, as empresas pagam uma avença pela prestação do serviço, mas deixam de ter esta preocupação e, principalmente, deixam de precisar do espaço para os seus arquivos (não se esqueçam que alguns documentos, tais como os contabilísticos, têm, por imposição legal, de ser guardados durante vários anos).

Gostaria de saber a vossa opinião acerca deste assunto e das experiências que já tiveram nesta ótica, com ênfase em:

  • Arquivar = suplício? Ou não?
  • Devem as empresas efetuar o seu arquivo ou transferir para uma empresa especializada?
  • Experiências na área?

CEAC Fórum de Agosto – FÉRIAS – Clique aqui para aceder

CEAC FÓRUM – FÉRIAS

CEAC FÓRUM – este mês deixo para vossa reflexão um tema “light”, adaptado ao momento e à temperatura.

Claro que estou a falar de FÉRIAS.

Sim ou não? Normalmente todas as pessoas gozam um período de férias, mas será que “desligam” mesmo, ou na prática não estão de férias embora estando ausentes do local de trabalho?

Vários períodos ou apenas uma vez? 1 semana? 15 dias? 1 mês? Qual a duração ideal?

Dentro de Portugal ou fora? Por constrangimentos de dinheiro ou por opção, as férias podem ser em Portugal ou no estrangeiro. Ficando em Portugal há sempre um recanto novo para explorar. Preferem férias em Portugal ou no Estrangeiro? Praia ou Campo?

Descanso puro ou férias activas? Recuperar pela inactividade ou através de um regime mais activo com recurso a actividade física mais intensa?

Gostava de saber as vossas opiniões: do que gostam mais nas férias; do que gostam menos; que tipo de férias gostam de fazer; que férias fariam se não existissem condicionalismos de dinheiro;

Se quiserem, podem partilhar as vossas melhores férias até ao momento e qual ou quais as vossas férias de sonho.

 

Neste Fórum CEAC gostaria de ouvir a vossa opinião, agradecendo os vossos contributos, nomeadamente no sentido da partilha das experiências que tenham tido, nesta área.

CEAC Fórum de Julho – ASSÉDIO SEXUAL NO TRABALHO – Clique aqui para aceder

CEAC FÓRUM – ASSÉDIO SEXUAL NO TRABALHO 

CEAC FÓRUm – Este mês deixo para vossa reflexão um tema que tem estado nas “bocas do mundo” nos últimos tempos, e para o qual gostaria de saber as vossas opiniões e, se possível, a partilha das vossas experiências neste assunto.

Como sabemos, e tem sido amplamente divulgado pela comunicação social, têm sido imensos casos, em todo o mundo, a serem conhecidos no âmbito de um eventual assédio sexual, nomeadamente em contexto laboral.

Mas, afinal, o que é o assédio sexual?

Será que pelo facto de um colega fazer um elogio à maneira de vestir ou ao corpo de uma mulher isso é assédio?

Se um colega convidar para jantar ou beber um copo, isso é assédio?

O que configura a existência de assédio?

Para mim, apenas considero como assédio se existir chantagem no acto, ou seja, “tens de fazer isto ou aquilo, senão não vais conseguir esta promoção ou não vais conseguir aquele trabalho”.

Parece-me que se tem exagerado imenso nesta questão, considerando como assédio, os simples piropos, sejam eles mais ou menos exagerados, o que se torna perigoso, porque branqueia uma situação extremamente grave que é o verdadeiro assédio.

Também vejo nas notícias alguma confusão, por exemplo, em relação à violação, que não tem nada a ver com assédio, é um crime grave e ponto final.

Perante toda esta problemática, gostaria de ouvir a vossa opinião, agradecendo os vossos contributos, nomeadamente no sentido da partilha das experiências que tenham tido, ou que tenham conhecimento, nesta área.


Para participar neste Fórum CEAC basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


CEAC Fórum de Junho – ETIQUETA E POSTURA EM AMBIENTE PROFISSIONAL – Clique aqui para aceder

CEAC FÓRUM – ETIQUETA E POSTURA EM AMBIENTE PROFISSIONAL

psicologia-organizacional

CEAC FÓRUM – Este mês deixo para vossa reflexão um tema que me parece interessante e muito atual, falo da forma como os funcionários se devem apresentar para trabalhar nas respetivas empresas.
Como sabemos, na grande maioria das vezes, é exigido aos funcionários que adotem um determinado estilo de vestuário e de postura, nomeadamente fato para os homens e proibição de ténis ou calças de ganga, em ambiente de trabalho.
Em determinadas empresas, mais formais (bancos, seguradoras e outras) apenas é permitido vestuário mais informal, caso exista nessa empresa o chamado “casual day”, normalmente à sexta feira, onde é permitido o uso das calças de ganga e ténis, para ambos os sexos.
Por outro lado, uma grande parte das empresas também não vê com bons olhos o facto dos funcionários/as se apresentarem, por exemplo, com o cabelo às cores e/ou com tatuagens e piercings visíveis.
Já assisti a muitas situações dessas, em que alunos que devem estagiar, por questões de currículo do curso que frequentam, não o poderem fazer em determinadas instituições, pelo facto de exibirem esse tipo de adereços.
Também em situações de procura de emprego, muitos são preteridos, em função da forma como se apresentam para as entrevistas.
Perante toda esta problemática, gostaria de ouvir a vossa opinião, agradecendo os vossos contributos, nomeadamente no sentido da partilha das experiências que tenham tido nesta área.

 

OBRIGADA PELA VOSSA PARTICIPAÇÃO!


Para participar neste Fórum CEAC basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


Fórum Maio – A Formação Empresarial – Clique aqui para aceder

A FORMAÇÃO EMPRESARIAL

Aula de Duvidas

 

Este mês deixo para vossa reflexão um tema muito importante para os trabalhadores e, consequentemente, para as empresas.

Realmente, a formação é imprescindível para que o trabalhador possa desempenhar melhor as suas funções, seja a nível de conhecimentos técnicos, como a nível do seu desenvolvimento pessoal.

Decorre dos Artº. 130 a 134 do Código do Trabalho, a obrigatoriedade por parte das entidades empregadoras de proporcionar aos seus trabalhadores um mínimo de 35h de formação contínua, anuais.

Infelizmente, estamos muito longe de cumprir esse objetivo na sua totalidade. Claro que tem havido uma evolução nos últimos anos e, principalmente, ao nível das grandes empresas, a formação dos seus colaboradores faz parte do seu planeamento/orçamento anual.

No que diz respeito às nossas PME’s (pequemas e médias empresas) já o panorama é bastante diferente, e poucas cumprem o estipulado.

Relativamente à formação ministrada, também nem toda é de qualidade, existindo ainda muita “formação a metro”, apenas para cumprir a obrigação das 35h anuais, e não fazendo parte de um efetivo planeamento empresarial, com vista à melhoria das habilitações dos funcionários, com inegáveis benefícios para os próprios e para as empresas.

Também as empresas que operam no mercado da formação, no intuito comercial de conquistarem mais clientes, baixam os preços de tal maneira que, dificilmente, conseguem oferecer formação de qualidade e a níveis mínimos satisfatórios.

Perante toda esta problemática, gostaria de ouvir a vossa opinião, agradecendo os vossos contributos, nomeadamente no sentido da partilha das experiências que tenham tido nesta área.

OBRIGADA PELA VOSSA PARTICIPAÇÂO!


Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


Fórum Abril – A AUTOMATIZAÇÃO DO SISTEMA FISCAL EM PORTUGAL – Clique aqui para aceder

A AUTOMATIZAÇÃO DO SISTEMA FISCAL EM PORTUGAL

gestao-de-negocio

O sistema fiscal português nunca primou pela simplicidade, pesem embora as sucessivas tentativas por parte da Autoridade Tributária para o fazer.

No que diz respeito ao IRS, em que um dos Objetivos definidos é mesmo a simplicidade, sempre foi tudo menos simples preencher o Modelo 3 e respetivos anexos, quando, anualmente, os contribuintes têm de cumprir com as suas obrigações perante o Estado.

Assim sendo, a Autoridade Tributária encetou uma “luta” no sentido de tornar essa tarefa mais simples, não pela simplicidade dos impressos, mas pela crescente automatização do seu preenchimento.

Realmente, de há uns anos a esta parte, temos assistido a um grande esforço por parte da AT em, através da evolução da informatização, tornar a tarefa dos contribuintes, mais fácil, e em muitos casos, absolutamente automática.

A partir deste ano de 2018, deixa de ser possível, inclusive, a entrega do Modelo 3 e respetivos anexos em papel, sendo absolutamente obrigatória a sua submissão através do portal das finanças.

Para isso, muito contribuiu a introdução do sistema E-fatura, em que as despesas dos contribuintes ficam automaticamente lançadas, assim que são realizadas, desde que estes solicitem na altura do pagamento, a introdução do seu NIF, na respetiva fatura.

Por outro lado, também o cruzamento de dados, em relação aos rendimentos postos à disposição, veio facilitar toda a operação, permitindo o pré-preenchimento dos mesmos nos devidos anexos.

Levando em consideração que vivemos num país onde:

– O nível de analfabetismo ainda tem expressão, principalmente na população mais idosa;

– A inaptidão para as questões informáticas ainda é uma realidade, em larga camada da população;

– Existem muilos locais onde o acesso à internet não existe ou tem bastantes deficiências;

– É sobejamente conhecida a iliteracia financeira da maior parte da população.

Gostaria de saber a sua opinião sobre toda esta temática, assim como algumas experiências que tenham ou de que possuam conhecimento.

OBRIGADA PELA VOSSA PARTICIPAÇÂO!


Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


Fórum Março – Importância do Contabilista – Clique aqui para aceder

A Importância do Contabilista para a Empresa

gestao-de-negocio

O papel do contabilista dentro de uma empresa é fundamental para o seu bom funcionamento.

Efetivamente, para que a empresa cumpra, por um lado, todos os preceitos legais e, por outro, adequa a sua contabilidade aos interesses e negócios que realiza, é fundamental ter um contabilista atento, conhecedor, profissional, dedicado e proactivo.

Um Contabilista tem, obviamente, de conhecer as Normas Contabilísticas, mas tem também de conhecer muito bem a empresa para, de acordo com as suas especificidades, melhor poder aconselhá-la.

Longe vai o tempo em que a maioria dos contabilistas eram meros curiosos da matéria e lá se iam “desenrascando” conforme as situações iam surgindo.

Grandes problemas se levantaram a várias empresas, oriundos, muitas vezes, da incompetência dos seus contabilistas. Claro que, hoje em dia, ainda existem alguns desse tempo, mas a tendência é para uma exigência cada vez maior às pessoas que pretendem dedicar-se a essa profissão.

Para isso, muito tem contribuído a Ordem dos Contabilistas Certificados, que superintende e regulariza o setor, através dos exames necessárias para o acesso à profissão e da obrigatoriedade da formação contínua àqueles que já a exercem.

Num mundo em permanente mudança, a área empresarial e financeira não é exceção, e deve acompanhar essas mutações e oferecer respostas adequadas aos gestores.

Gostava de ouvir as vossas opiniões sobre este tema, experiências que tenham tido, casos que conheçam e, nomeadamente, que indiquem, na vossa opinião, qual o perfil adequado a um contabilista.


Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


Fórum Fevereiro – A criatividade nas empresas – Clique aqui para aceder

A criatividade nas empresas

HR-Management

Segundo Ivete Azevedo, uma das maiores especialistas em Portugal na área da Criatividade: “O ambiente empresarial atual tem sido regido por cenários de intensa competição, transformação tecnológica, globalização, mudanças rápidas e contínuas, pelo que a capacidade de competir das empresas depende cada vez mais de aspetos intangíveis, como a inovação e o conhecimento.

Por outro lado, se no passado o que imperava era o valor da padronização dos processos de trabalho, agora o cerne são as pessoas, como criadoras das mais-valias que as organizações precisam para serem competitivas.

A criatividade enquanto uma ferramenta que ativa o processo inovador no mundo empresarial é uma capacidade inerente às pessoas, que pode ser desenvolvida através de determinadas estratégias e instrumentos. A multiplicação da criatividade de cada um dos indivíduos no coletivo constitui uma oportunidade para melhorar a competitividade das empresas. Devido a este facto, torna-se necessário que as empresas aproveitem melhor o potencial criativo dos seus colaboradores.”

Efetivamente, em qualquer empresa, a tomada de decisões requer um conjunto de competências, que podem ser aprendidas e melhoradas.

O pensamento criativo deve ser trabalhado intencionalmente, para que os trabalhadores sejam capazes de resolver os problemas com que se deparam no seu dia-a-dia, aumentando assim a produtividade e melhor satisfazendo os seus clientes.

Partilhe connosco o que é para si ser criativo e de que modo as empresas podem melhorar, através do desenvolvimento das várias valências ligadas à criatividade, e que existem em todos os seres humanos.

 


Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, no âmbito da formação. Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Isabel Farinha


 

Peça Já Informação